cloud
cloud
cloud
cloud
cloud
cloud

Salas


program image

Rosa :

O nosso dia começa bem cedo, vamos para a escola aconchegados no miminho/colinho do papá e da mamã até à sala.

Desde logo se iniciam diversas relações com todos os amigos adultos e crianças da instituição e da sala com quem aprendemos a crescer e a adquirir regras e saberes.

Por vezes é difícil deixar quem nós gostamos muito e fazemos umas birrinhas para impor a nossa vontade, mas logo passa quando nos envolvem em carinho e distracções. Outras vezes a vontade de mostrar aos amigos um brinquedo novo é tão forte que já entram de rompante na sala e até se esquecem da despedida.

Já na sala temos uma rotina que sabemos o quanto é importante cumprir até para nos sentirmos mais seguros e sabermos o que vem no momento a seguir.

Brincamos com os amigos (no mesmo espaço), mas ainda temos muita dificuldade em partilhar os brinquedos pois ainda nos encontramos numa fase de muito egocentrismo onde o mundo gira todo à minha volta e é tudo “meu” e “só meu”.

Pouco tempo depois da entrada é hora dos bons dias, onde saudamos os amigos, sentamo-nos em roda, todos juntos a cantar, ouvir histórias e planeamos o trabalho que vem a seguir. Nesta fase dá-se uma explosão da linguagem e nesta faixa etária entendemos tudo o que é dito à nossa volta e já somos capazes de construir pequenas frases.

Por isso é preciso muito cuidado com o que é dito perto de nós, pois o nosso cérebro é como uma esponja a apanhar tudo o que ouvimos e também gostamos muito de seguir modelos.

Após o acolhimento vamos para as áreas de trabalho onde brincamos ao faz de conta e damos largas à imaginação na expressão plástica. Neste momento é difícil de controlar o nosso corpo e de respeitar as escolhas dos amigos porque “tudo o que ele tem…eu também quero”. Por vezes aqui surgem alguns conflitos e acontecem ferradelas, empurrões, sapatadas e arranhões. Mas os adultos cá estão para nos ajudar.

Exploramos o mundo com todo o nosso corpo e por vezes não encontram os limites e trepamos e ultrapassamos tudo o que nos aparece pela frente.

Depois deste trabalho árduo, é hora de fazer a higiene, sim porque nesta fase estamos preparados para deixar as fraldas e muitos “acidentes” acontecem, para além disso adoramos brincadeiras com a água e os momentos de higiene também servem de divertimento.

Depois vamos para o refeitório, onde tentamos comer sozinhos, à descoberta de novos sabores e a crescer um pouco em cada dia.

É claro que o dia é muito longo e sentimos necessidade de recarregar baterias. Por isso no final do almoço fazemos a higiene e vamos descansar o corpo e os olhinhos.

Da parte de tarde temos momentos para desenvolver a nossa motricidade através de jogos de encaixe, puzzles, cubos, também gostamos muito de explorar as histórias e os fantoches. E no fim do lanche, vamos para o recreio ou para o ginásio brincar com “as motas” (triciclos), as bolas, os arcos e fazer muitas brincadeiras para desenvolver todo o nosso corpo.

Ainda somos pequeninos, mas já aprendemos os nomes dos instrumentos musicais e como devem ser utilizados, nas sessões de música e também fazemos exercício físico com o nosso professor da ginástica.

Quando vamos para casa contamos aos papás aquilo que aprendemos na escola, embora eles às vezes não nos entendam muito bem porque o nosso pensamento é mais rápido que as palavras e por vezes esquecemos parte do discurso. Aqui aprendemos a brincar e a ser felizes todos os dias.

[/list]